A propaganda imita a vida ou a vida imita a propaganda?

Até que ponto podemos afirmar que a propaganda está causando uma mudança no comportamento de massa?

anuncio-do-fusca.jpg

Para responder a esta pergunta, vamos viajar no tempo e dar uma olhada na exposição do MIS São Paulo, especificamente na propaganda da Volkswagen veiculada em 1969.

Temos a imagem de um fusca amassado com um título que parece uma afronta nos dias de hoje: "Mais cedo ou mais tarde sua esposa vai dirigir. Esta é uma das razões para você possuir um Volkswagen".

Assim como na década de 60, nos dias atuais podemos ver que as ideias expressas por meio de palavras e imagens refletem um comportamento social. Ao mesmo tempo, podem reforçá-lo ou mudá-lo.

Quem muda primeiro: a propaganda ou o comportamento social?

Imagem da campanha do Boticário para o dia dos namorados

Um olhar mais crítico nos revela que, apesar da brevidade das informações, o poder de alcance está bem maior do que vimos no anúncio da Volkswagen.

Um exemplo disso é o filme da marca O Boticário para o Dia dos Namorados, que causou muita polêmica apesar de sua sutileza, demonstrando as mudanças que estão ocorrendo na sociedade.

Devemos lembrar que, enquanto o feminismo fervia em busca de seu espaço, as relações afetivas menos ortodoxas permaneciam mornas. Atualmente, vemos grupos conservadores em constante debate social e, simultaneamente, a propaganda nos levando a refletir sobre antigos conceitos e comportamentos, independente de serem aceitos ou tolerados.

A ordem do dia é a globalização, a comunicação de massa

Estamos vivendo uma era na qual as notícias são tão efêmeras quanto poderiam ser no mundo digital. E quanto mais as ferramentas de consultas online se desenvolvem (smartphones e tablets), torna-se imprescindível que as informações sejam curtas e objetivas.

Em nossa opinião, a propaganda, os virais e as redes sociais são mais do que meios para vender produtos. São também formas de criar, destruir e reconstruir paradigmas. Uma restruturação social e comportamental que está apenas começando. Afinal, temos muito que evoluir como sociedade e a mídia tem um papel fundamental neste processo.

Créditos:

(foto 1) Anúncio Volkswagen Brasil (1969)

(foto 2) Campanha o Boticário para o dia dos Namorados. (2015)

foto eu assinatura.jpg

Otécio Chiquito Junior

Sócio-fundador da Chetto Comunicação